Grande - Catavento

Bola parada recebe atenção especial na Toca cada vez mais

Problema de outrora, solução em um cenário recente. Se antes a bola parada era uma das dificuldades do Cruzeiro na temporada, ultimamente ela vem sendo crucial para a Raposa.

Foi por meio deste tipo de jogada que o time celeste marcou alguns gols importantes, como o de Hudson nas semifinais da Copa do Brasil, contra o Grêmio, e o de Léo, no triunfo sobre o Bahia, pelo Brasileirão, no último domingo.

O próprio zagueiro admitiu que trata-se de uma jogada bastante trabalhada e repetida na Toca da Raposa II e aprimorada cada dia mais.

“É um ponto positivo que temos. A gente procura sempre treinar esse tipo de jogada, como a questão da movimentação (dentro da área), em que tentamos tirar um marcador de uma certa região que exploramos. Coisas que a gente treina para ter essa bola parada como arma a usufruir”, comentou.

Powered by WPeMatico


Grande - Catavento



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Qi