Grande - Catavento
Mobile - Política

Confusão: Lula vai ou não vai poder aparecer no horário de propaganda eleitoral?

O ministro Carlos Bastide Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/Pros) deixe de veicular na televisão a propaganda eleitoral exibida no último sábado (1º) que fez referência à candidatura à Presidência da República do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato. Na avaliação do ministro, os blocos de propaganda confundem o eleitor, criam artificialmente “estados mentais e emocionais equivocados” e afrontam a autoridade de decisão do TSE, que na madrugada do último sábado barrou o registro de candidatura do petista. Já a juíza federal Gabriela Hardt, que está provisoriamente responsável pela 12.ª Vara Federal em Curitiba, afirmou nesta segunda-feira, 3, não existirem motivos para uma decisão urgente no pedido feito pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, para que seja revisada a decisão da semana passada que a impede de atuar como advogada de Luiz Inácio Lula da Silva. Além disso, no rescaldo da decisão do TSE de rejeitar a candidatura de Lula, o ministro Luís Roberto Barroso foi recebido em evento no Rio sob gritos de ‘Lula livre’. Barroso não respondeu os protestos e entrou correndo no prédio, demonstrando desconforto com a situação.


Grande - Política
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Qi