Grande - Policial
Mobile - Cidade

Conheça o programa celular seguro. Ele pode ser muito útil em tempos de furtos e assaltos a celulares

Com elevado índice de furtos e roubos de celular, Polícia Militar alerta sobre importância do cadastro no programa Celular Seguro e atenção da população para a prevenção da incidência de crimes dessa natureza

Na manhã desta quarta-feira, dia 04 de abril, a Polícia Miliar (PM) compareceu na Avenida Francisco Raimundo Solano, Bairro Santo Antônio, onde a vítima relatou aos militares que foi abordada por dois indivíduos em uma motocicleta de cor vermelha, o passageiro de posse de uma faca, anunciou o assalto, subtraindo um aparelho celular. Os autores evadiram sentido ao Posto “Estradão”.

O aumento dos crimes de furtos e roubos como de telefone celular, como esse noticiado acima tem preocupado as forças de segurança pública. Assim sendo as autoridades convocam a população para participar em programas de prevenção à criminalidade e promoção de segurança para que os resultados sejam mais positivos quanto a segurança pública.

A notícia continua após a publicidade

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Cidade

De acordo com os dados fornecidos pela Polícia Militar entre os anos de 2015 e 2017 teve um aumento de 228%. “Em Nova Serrana tivemos o registro no ano de 2015 de 584 celulares furtados e roubados, no ano de 2016 foram 1.297 e em 2017, 1.334, se percebermos o gráfico o crescimento desse crime tem uma progressiva muito acentuada”, explicou o tenente Rafael Machado.

 Motivos desse aumento

Diante dos números apresentados, as razões pelas quais acontecem com grande incidência em Nova Serrana são apontadas pelo Tenente. “A cada ano aumentam o número de furtos e roubos de celular, o gráfico vem subindo  e temos que entender que em todos os crimes o autor sempre é o culpado, se não houver autor, não existe crime, porém temos que avaliar também que outros dois pontos tornam o crime propicio, são eles a desatenção da vitima e um ambiente propício para o crime”, diz o Tenente Machado.

Com a afirmativa o Tenente Machado explica que a falta de prudência da população torna o momento propício para o infrator que tem o objetivo de cometer um crime. “Quando observamos uma incidência criminosa como essa, temos que fazer uma analise sobre três fatores que chamamos de triangulo do crime, a vítima, o infrator e o ambiente. Diante disso temos que estabelecer uma estratégia de ação focada nessa análise, é evidente que o autor tendo motivação vai tentar cometer o crime, porém se a vítima estiver atenta e o local não for propício o crime pode ser evitado”, explica o Tenente.

Ainda pontuando sobre o aumento dos crimes o oficial explica que pequenas atitudes podem ser salutares quanto à prevenção de crimes dessas naturezas. “A população tem que estar atenta, a ocasião faz o ladrão, então podemos talvez evitar a ocasião com medidas simples como não utilizar telefones caros em ruas escuras, pouco movimentadas, tarde da noite, evitar ficar parado em locais públicos com a atenção direcionada somente ao telefone celular, e ainda, auxiliar a polícia participando de projetos que desenvolvemos como o Celular Seguro, que é uma grande ferramenta para o combate a criminalidade que é muito pouco utilizada pela população de Nova Serrana”, afirmou Tenente Machado.

 Celular Seguro

Segundo o Tenente quando se busca focar nos três pontos que incidem em um crime, a polícia desenvolve um papel  diferenciado, que vai além de prender suspeito, ela promove ações junto à comunidade e ao ambiente, buscando assim educar e conscientizar a população que é a vítima dos crimes, como também buscar soluções até mesmo questões estruturais que facilitam a intenção de cometer um crime por parte dos autores.

Com essa visão foi criado o programa Celular Seguro, que busca não somente a recuperação dos aparelhos, mas também a possibilidade de que pessoas que pratiquem atos ilícitos sejam presas. “O programa Celular Seguro é uma ferramenta muito importante para a segurança publica. Ele não viabiliza somente a recuperação do aparelho, mas também inibe o comércio de telefones roubados, e se não há comprador não existe motivação para que o crime aconteça”, pondera Tenente Machado idealizador do projeto em Nova Serrana.

Segundo Machado o programa incide inclusive sobre o cidadão de bem que propaga os impactos tendo ou não uma ação ilícita. “Se um cidadão de bem compra um celular de origem duvidosa e ao ser abordado pelos policias for constatado que existe uma queixa de furto ou roubo, esse cidadão será conduzido a delegacia como receptador e lá serão dadas as medidas cabíveis pela delegada. Entendemos que esse cidadão repassará para seu vínculo social os transtornos que foram causados pela compra de um aparelho sem procedência, assim a sociedade terá maior cautela e o crime passa a ser inibido”, diz o Tenente

Falta participação popular

A exemplo do que foi dito pelo Tenente, também na manhã de quarta-feira, a  PM compareceu na Avenida Minas Gerais, no  Bairro Industrial, onde abordou o autor, durante buscas próximo aos militares foi localizado um celular produto de roubo, o abordado assumiu a propriedade do celular. Ao verificar o  IMEI do celular que era cadastrado no programa Celular Seguro, foi constatado que o celular era produto de furto e o autor foi preso e conduzido ate a Depol.

Contudo mesmo diante dos relevantes impactos como os apontados acima, em Nova Serrana a participação popular ainda está muito a quem do que é possível.

Os dados do 60º Batalhão da Polícia Militar (BPM) apontam que menor de 2% da população de Nova Serrana já realizaram o cadastro no programa. “O ultimo levantamento feito apontou que 1.513 pessoas realizaram o cadastro no programa Celular Seguro, ou seja, menos de 2% em quase um ano, um número bem a quem do que se pode obter no município, dai a necessidade da população se comprometer com a ação, pois além de auxiliar na prisão e condução de pessoas em atos ilícitos, o programa pode ainda viabilizar a recuperação do aparelho”, afirmou o Tenente.

O Tenente Machado ainda apontou que aproximadamente 50 telefones foram recuperados em Nova Serrana e explicou que a medida ainda é um auxílio quanto a essa recuperação pelo fato de se tornar um cadastro oficial do aparelho, não necessitando o proprietário de guardar os documentos fiscais para reaver o aparelho. “Infelizmente não temos o hábito de guardar notas fiscais, assim o cadastro do IMEI do aparelho no programa Celular Seguro, se torna a comprovação da propriedade do bem, o que então viabiliza a recuperação do aparelho, que após ser roubado será notificado no site como furtado e torna o trabalho a polícia mais fácil, sendo a nós então dada a incumbência de verificar o registro dos aparelhos quando forem encontrados com suspeitos”, finalizou o Tenente Rafael Machado.

Como realizar o cadastro

Para realizar o cadastro no programa Celular Seguro a população deve acessar o site www.policiamilitar.mg.gov.br/celularseguro, e realizar o cadastro do IMEI de seu aparelho. Ao ter o telefone furtado ou roubado basta acessar o site e fazer o comunicado de roubo do aparelho no seu cadastro.

Para saber qual o IMEI do seu celular basta digitar o numero *#06# que o número aparece na tela do celular.

É importante ainda lembrar a população que caso tenha o telefone roubado, ou perceba qualquer atitude suspeita deve entrar em contato com a PM pelos números 190 ou 181, sendo o ultimo o disque denuncia, serviço que é seguro e preserva o anonimato do denunciante.

Fonte: O Popular


Grande - Catavento
Mobile - Policial



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Qi
Mobile - Qi