CATAVENTO - Gif
Mobile - Qi

Semusa reabre Parque da Ilha após 10 meses interditados

O espaço estava fechado devido a surtos de doenças como febre amarela e dengue

Depois de aproximadamente dez meses interditado, o Parque da Ilha foi reaberto nesta terça (14). De agora em diante, de acordo com a Prefeitura, a população terá que aderir algumas medidas de precaução, caso queira ir até o local.

A interdição ocorreu em maio de 2019, por uma recomendação da Vigilância em Saúde, depois que uma varredura feita por equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), encontrou no local a presença do carrapato-estrela, transmissor da febre maculosa.

Já é a segunda vez que o espaço passa por fechamento. Cerca de um ano e meio atrás, em junho de 2018, a Prefeitura fechou o parque, depois de casos da doença terem sido registrados em pessoas que iam até o local.

Agente da Semusa trabalha para encontrar carrapatos, que podem ser transmissores da febre maculosa.

Leonardo Franqueira, Secretário Municipal de Esportes e Juventude ressaltou que será necessário que quem quiser ir até o parque, precisará se cadastrar na portaria e em todas as entradas, será exigida a identidade, para a liberação do acesso.

“Os responsáveis terão ainda que assinar para liberar a entrada de menos de 18 anos. Fizemos também adequações dentro do parque, como o cercamento e isolamento da área da mata onde a população não poderá entrar. Outra mudança também, é que agora com a reabertura, vamos fazer, a cada dez dias, varreduras no local para continuarmos monitorando”, ressaltou Leonardo.

Conforme a Prefeitura, a última vistoria no interior do parque foi feita há cerca de 15 dias e foram constatados um número reduzido de carrapatos estrela.


Grande - Catavento



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Qi
Mobile - Maria Bonita