Grande - Maria Bonita
Mobile - Maria Bonita

Entre os dias 28 de agosto e 1º de setembro, acontecerá a MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo

Entre os dias 28 de agosto e 1º de setembro, acontecerá a MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo, evento que reúne os principais profissionais de mídia e entretenimento dos mercados brasileiro e internacional para apresentar e discutir a produção de conteúdo para TV, cinema, internet, games, artes gráficas, música e publicidade.

Um dos destaques da programação são as sessões gratuitas de cinema ao ar livre, que ocorrerão todos os dias da feira, com exibição na Praça da Estação, em Belo Horizonte.

Intitulada “Cinema para Todos”, a programação tem o intuito de promover a democratização cultural e destacar a importância da música no cinema. Na abertura (28.08, às 19h30), a Orquestra de Câmara SESIMINAS apresentará o Cine Concerto ao vivo, explanando a trilha sonora do filme Marinheiro de Encomenda (1928). Após, nos próximos dias, outros clássicos do cinema serão exibidos, como Pulp Fiction, Forrest Gump, Santino e o Bilhete Premiado, Tubarão, O Menino e o Mundo e O Pequeno Príncipe. Todas as sessões serão abertas com a apresentação de curtas metragens mineiros.

A notícia continua após a publicidade

Bolsonaro Grande

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Qi

Cada sessão tem capacidade para 800 pessoas e a retirada de ingressos deve ser feita com meia hora de antecedência no local.

Coloco logo abaixo da assinatura release com mais detalhes.

Aqui link com imagens de divulgação da edição anterior das sessões e dos filmes: https://we.tl/t-xjXj4nkJOp

Créditos das fotos da edição anterior: Flávio Tavares/Divulgação. Dos filmes: Créditos/Divulgação

Além da programação cinematográfica, a MAX contará com outras atrações culturais como:

– “Mineral”, a instalação-concerto de Máximo Soalheiro, resultado da pesquisa de mais de 20 anos sobre a sonoridade da cerâmica, matéria-prima que consagrou o trabalho do artista plástico mineiro. O concerto terá cinco apresentações, no foyer do Museu de Artes e Ofícios, reunindo os músicos Camila Rocha, Davi Fonseca, João Paulo Drummond, Kristoff Silva, Leandro César, Pedro Durães e Yuri Vellasco, com participação especial de Juliana Perdigão nos sopros e voz. Com direção artística de Máximo Soalheiro e direção musical de Pedro Durães, o repertório é formado por peças de Hermeto Pascoal, Santiago Vasquez, Carlos Aguirre, Steve Reich, Björk, João Donato, Claude Debussy e Ary Barroso.

Na instalação, o som da cerâmica, tradicionalmente utilizada na criação de instrumentos percussivos/rítmicos ou de sopro, a partir do deslocamento do ar para a produção de som, como a moringa, por exemplo, surge renovando essa tradição em termos acústicos ao utilizar o próprio objeto como material vibratório para gerar sons harmônicos, com altura definida, afinados e com grande sustentação temporal. Por serem modulares, os objetos podem ser agrupados de diversas maneiras possibilitando escalas musicais e sonoridades particulares, além de ampliar as opções de repertório.

– Exposição “Quando o Cinema de Desfaz” do artista Solon Ribeiro, que traz um recorte da produção de Solon através de vídeos, fotografias e instalações com base em fotogramas de filmes clássicos das décadas de 1920 a 1960, resultado da coleção herdada de seu pai com mais de 20 mil fotogramas alusivos à protagonistas de filmes clássicos de Hollywood.  No período de 28.08 a 01.09, também acontecem oficinas ministradas pelo artista que incluem temas como construção de zines e laboratório de cinema gráfico utilizando cartazes de filmes, celulares e QR Codes a partir de narrativas dos participantes presentes com foco no conceito de “filme oral“, além de espaço aberto para conversas e troca de ideias com o público.

– Animação com Smartphone, oficina ministrada por Daniel Hertel que visa proporcionar uma experiência de animação com o objetivo principal de apresentar um método em que o participante consiga replicar os conceitos em sua casa utilizando um smartphone ou tablet. A técnica, denominada animação de recortes ou cutout animation, consiste em registrar com a câmara do equipamento o motivo sobre uma mesa de trabalho, inserindo-se recortes de papel, revistas, desenhos ou, até mesmo, objetos.

Abertas e gratuitas para o público em geral, sessões de cinema serão promovidas pela MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo, um dos principais eventos da indústria criativa brasileira.

Com o objetivo de democratizar a cultura e, ao mesmo tempo, destacar a importância da música no cinema, a MAX 2018, evento que irá reunir na capital mineira os principais profissionais de mídia e entretenimento dos mercados brasileiro e internacional para apresentar e discutir a produção de conteúdo para TV, cinema, internet, games, artes gráficas, música e publicidade, promove, durante sua realização, sessões de cinema gratuitas na Praça da Estação, uma das regiões mais movimentadas de Belo Horizonte.

A escolha da programação foi feita pela equipe do P7 Criativo, Agência de Fomento à Indústria Criativa de Minas Gerais. Com objetivo de estimular a formação de público, foram selecionados filmes com forte apelo popular e trilhas sonoras marcantes. Abrindo o projeto, será apresentado um cine concerto em que a trilha sonora do filme Marinheiro de Encomenda, dirigido por Buster Keaton, em 1928, será apresentada ao vivo pela Orquestra de Câmara SESIMINAS.

Durante a semana, os amantes do cinema também poderão conferir outros clássicos como Pulp Fiction, Forrest Gump e Tubarão, além de produções infanto-juvenis como O Menino e o Mundo, filme brasileiro que concorreu ao Oscar que será apresentado com audiodescrição, e a adaptação cinematográfica de O Pequeno Príncipe, que será apresentada com tradução em libras. Todas as sessões serão precedidas por curtas metragens mineiros.

Mostra Cinema para Todos

Sessões de cinema gratuitas na Praça da Estação – BH

A retirada de ingressos deve ser feita com meia hora de antecedência no local.

28 de agosto | Terça | 19h30

Cine Concerto com a Orquestra de Câmara SESIMINAS

Marinheiro de Encomenda (Buster Keaton, 1928)

Em River Junction, os donos de barco William Canfield e J.J. King disputam por passageiros. Quando o filho de William chega à cidade, logo é colocado para trabalhar na companhia do pai. Os problemas surgem quando o jovem e Kitty, filha de J.J., se apaixonam.

A trilha do filme foi composta por Fred Natalino, especialmente para a ocasião, e será executada ao vivo pela Orquestra de Câmara SESIMINAS, regida pelo maestro Marco Antônio Maia Drumond.

29 de agosto | Quarta | 19h

Pulp Fiction: Tempo de Violência (Quentin Tarantino, 1994)

As vidas de dois matadores de aluguel, um boxeador, um gângster e sua esposa, e dois assaltantes se entrecruzam em uma série de incidentes bizarros, engraçados e violentos.

30 de agosto | Quinta | 19h

Forrest Gump: O Contador de Histórias (Robert Zemeckis, 1994)

Com um grande coração e um QI abaixo da média, Forrest Gump é um homem simples do interior do Alabama, no sul dos Estados Unidos. Ainda assim, ele viaja pelo mundo, encontra figuras históricas e testemunha de perto alguns dos principais acontecimentos das décadas de 1960 e 1970.

31 de agosto | Sexta

Santino e o Bilhete Premiado (Guilherme Fiuza, 2016) | 19h

Para os inimigos, Santino é um malandro, mulherengo e preguiçoso. Para os amigos, engraçado e encantador. Ele conhece Cristina, moça diferente, estudada na capital, e se apaixona. Mas Cristina está noiva do capataz de seu padrinho, o temido Coronel Antônio Bento. Conseguirão Santino e Cristina mudar o rumo dessa história?

Tubarão (Steven Spielberg, 1975) | 20h30

Um biólogo marinho, um marinheiro e o xerife local se unem para caçar o tubarão gigante que está aterrorizando uma pequena cidade à beira-mar.

1º de setembro | Sábado

O Menino e o Mundo (Alê Abreu, 2013) | 18h30 – sessão com audiodescrição

O pequeno Cuca vive numa pequena aldeia no interior. Sofrendo com a falta do pai, que partiu em busca de trabalho na desconhecida capital, Cuca deixa sua aldeia e sai mundo afora à procura dele. Nessa aventura, Cuca descobre a pobreza e a exploração que são parte da nossa sociedade.

O Pequeno Príncipe (Mark Osborne, 2015) | 20h30 – sessão com tradução para Libras

Apesar da rígida rotina imposta pela mãe, uma menina tem sua curiosidade despertada quando a hélice de um avião abre um buraco em sua casa. Ela decide investigar o acontecido e torna-se amiga do seu vizinho, um senhor que conta a história e as aventuras de um pequeno príncipe que vive em um asteróide com sua rosa.

A MAX é um evento de fomento ao setor audiovisual, realizado pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas) e pelo Serviço Social da Indústria (Sesi-MG), promovendo rodadas de negócios, atividades de capacitação e programação cultural e educativa. Em 2018, a curadoria das mostras de cinema do evento é assinada pelo P7 Criativo, Agencia de Fomento à Indústria Criativa de Minas Gerias.

A programação cultural da MAX 2018 é viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através do SESI, e com o patrocínio da CBMM e da CEMIG.

Serviço:

3ª MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo

28 de agosto a 1 de setembro de 2018

Expominas / Praça da Estação / Museu de Artes e Ofícios

Programação: www.minasgeraisaudiovisualexpo.com.br


Grande - Catavento
Bolsonaro Mobile



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Bolsonaro Gigante
Bolsonaro Mobile