Grande - Cidade
Mobile - Maria Bonita

Histórias estranhas de pessoas que queriam amputar um membro do corpo

As pessoas que passam por cirurgias de amputação de membros do corpo, como pernas e braços, sempre devem viver por um longo período de recuperação para se acostumar (e se adaptar) às novas condições corpo. É um processo que pode ser traumático e que também exige grande capacidade de aceitação do paciente para se conformar com as alterações.

Existem diversos motivos que levam os médicos a amputar determinadas partes do corpo, como doenças, acidentes, infecções, deficiências, entre muitos outros casos. Seja como for, o procedimento não é algo desejado por ninguém – ou pelo menos é isso que você achava até o momento. O site Oddee listou alguns casos estranhos de pessoas que amputaram (ou queriam amputar) membros do corpo pelos motivos mais bizarros. Você pode conferi-los logo abaixo:

1 – A mulher que nasceu com um pé torto e quis amputar a perna para usar salto alto

A notícia continua após a publicidade

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Maria Bonita

Mariah Serrano é dos Estados Unidos e nasceu com um dos pés torcido, algo que pode ser corrigido com alguns procedimentos médicos. Contudo, depois de cinco processos cirúrgicos, Serrano não teve os seus pés devidamente alinhados e, consequentemente, jamais pôde usar salto alto, sandálias, tênis e outros calçados corretamente.

O pé não apresentou melhoras com o passar do tempo. Por isso, Mariah Serrano decidiu algo drástico: amputar a perna do pé deficiente e utilizar uma prótese para poder usar os calçados que sempre quis. Depois da decisão, Serrano passou pela operação e hoje está muito mais feliz com a prótese do que com o antigo pé, sendo que atualmente trabalha no mercado de moda de Nova York (um sonho que antes pareceu ser impossível devido ao membro torcido).

2 – A mulher com pernas saudáveis que desejava amputá-las para não sofrer com varizes

As prioridades de algumas pessoas são realmente estranhas. Muitas mulheres se preocupam com o aparecimento de varizes nas pernas devido ao avanço da idade, porém, para Claire Jones, de 39 anos, o vislumbre de possíveis varizes é muito mais aterrorizante.

Jones solicitou ao seu médico que as suas duas pernas fossem amputadas para que ela não sofresse ao ver o desenvolvimento de varizes. A mulher disse que o medo de ficar com as veias saltadas é tanto que diversos ataques de pânicos ocorriam – e ela achou que permanecer nas cadeiras de rodas é algo mais suportável. O médico, é claro, impediu qualquer procedimento cirúrgico, e hoje Jones faz terapia para aceitar sua condição.

3 – A jovem que quer ser amputada para participar dos Jogos Paraolímpicos

Uma estudante do Reino Unido teve uma de suas pernas amputadas devido a problemas de saúde e, hoje, quer que sua outra perna também seja amputada para que possa participar dos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro em 2016. O seu nome é Danielle Bradshaw e ela quer ser atleta paraolímpica – o que só pode ocorrer se a pessoa não possuir as duas pernas. Até o momento, não sabemos se o sonho de Danielle será concretizado.

4 – A mulher saudável que quer ir para a cadeira de rodas

Chloe Jennings-White, de 58 anos, sofre de BIID (Disfunção de Identidade do Corpo) e não reconhece as suas próprias pernas como parte de seu corpo. Por mais absurdo que isso soe para qualquer um, o desejo dela é se tornar paraplégica – e desde adolescente Chole já se feriu diversas vezes e propositalmente com esse objetivo.

Em 2010, ela encontrou um médico inglês que aceitou operá-la para deixá-la paraplégica. Contudo, Chloe não pôde pagar pelos custos da cirurgia. Mesmo com as duas pernas funcionais, a mulher tem feito de tudo para viver em uma cadeira de rodas, por mais que seus vizinhos e as pessoas ao seu redor a critiquem diariamente.

5 – O homem que decidiu amputar as próprias pernas

Karl (nome fictício) também possui o mesmo transtorno que Chloe Jennings-White, o BIID, e por isso jamais se identificou com as pernas de seu corpo. Ele mesmo desencadeou o processo de amputação das pernas. Como é um químico formado, Karl colocou as pernas dentro de um balde de gelo seco com substâncias químicas especiais e deixou as pernas lá, congelando.

Ele ficou mais de seis horas com gelo nas pernas (alimentando o balde com outras substâncias) e, depois de passado todo esse tempo, Karl se dirigiu ao hospital mais próximo para solicitar a remoção das pernas que iriam necrosar. O médico, vendo o estado dos membros, não teve outra opção senão amputá-las.

6 – O menino de 11 anos que teve o seu sonho de amputar a perna realizado

Amit Vigoda desejava amputar uma de suas pernas devido a um raro problema ósseo que ele sofre. Movimentos bruscos não podiam ser feitos por ele, já que os ossos delicados de uma das pernas fraturavam internamente com as mínimas ações e causavam fortes dores.

Depois de inúmeras fraturas e de muito sofrimento, Amit preferiu se livrar por completo da perna – decisão que foi completamente apoiada pelos seus pais. Hoje, o menino de 11 anos já passou pelo procedimento cirúrgico e está bem mais contente sem a perna do que se estivesse com ela. Ele sonha em ser um atleta assim como pessoas que também possuem pernas amputadas.

7 – A cantora que teve uma das pernas amputadas e possui uma prótese cheia de estilo

Viktoria Modesta é modelo e cantora pop que possui um traço bastante peculiar: uma de suas pernas foi amputada. Modesta nasceu uma das pernas torcidas e sempre teve dificuldade de locomoção, o que afetou o seu convívio com outras pessoas. Depois de passar por mais de 15 cirurgias que tentaram alinhar a perna com o quadril, Modesta tomou a difícil decisão de preferir remover o membro deficiente por completo.

O resultado foi inesperado, pois hoje Modesta se considera mais livre do que antes. Isso sem mencionar que o fato de ter sido amputada ter se tornado uma de suas principais características. Modesta faz uso de diferentes próteses futuristas e repletas de estilo, que chamam atenção e combinam com a cantora e modelo que ela é.


Grande - Catavento



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Qi