Grande - Catavento
Mobile - Cidade

Incentivos fiscais mantidos para companhia aérea

Divinópolis se mantém na relação de cidades beneficiadas com o plano de interiorização de linhas aéreas em Minas. A manutenção garante os benefícios fiscais para que a Azul Linhas Aéreas continue operando a linha Divinópolis/Campinas assim que a situação do Aeroporto Brigadeiro Cabral for solucionada.

A decisão atendeu a pedido da Prefeitura de Divinópolis realizado no final da tarde desta quarta-feira (08/08) ao Superintendente de Infraestrutura Aeroviária de Minas Gerais, Marco Antônio Migliorini, durante audiência com o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Divinópolis, José Alonso Dias, em Belo Horizonte.

O município tem redobrado os esforços nesse sentido e mantido contato permanente com representantes de diversos segmentos que acompanham as negociações. A Azul Linhas Aéreas integra um programa de interiorização no Estado e tem incentivos fiscais na compra de querosene. Como contrapartida, garante a manutenção de voos em cidades do interior de Minas.

A notícia continua após a publicidade

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Qi

“Administração Municipal continua mantendo contatos com diversos segmentos ligados à aviação civil para chegar a uma solução definitiva para o Aeroporto Brigadeiro Cabral”, afirmou José Alonso.

A Socicam era a responsável pela gestão do Aeroporto Brigadeiro Cabral. Sem recursos para manter um contrato realizado pela gestão anterior, a Socicam parou de prestar o serviço e a Azul Linhas Aéreas interrompeu os voos no final de março. O custo mensal para a prefeitura com a Sociam era de R$ 168 mil.

Atualmente, a Empresa Municipal de Obras Públicas (Emop) é a responsável pelo gerenciamento do aeroporto. A empresa oferece suporte para os voos locais.


Grande - Política
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Maria Bonita