Grande - Catavento
Mobile - Política

Justiça Federal de Brasília decide soltar o “empresário” Joesley Batista

Decisão da 12ª Vara Federal revogou a prisão preventiva decretada contra o dono da JBS

O empresário Joesley Batista, da J&F, preso em São Paulo, será solto por determinação da Justiça Federal de Brasília. Joesley foi beneficiado por uma decisão do juiz , Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal, que revogou a prisão preventiva aplicada contra ele. De acordo com a defesa do executivo, ele deve deixar a prisão ainda na tarde desta sexta-feira (9/3).

A 12ª Vara Federal levou em consideração o esgotamento do prazo de 120 dias de reclusão, previsto como prevenção para envolvidos em organizações criminosas. Ele e o executivo Ricardo Saud são acusados de omitir informações para o Ministério Público Federal durante depoimentos válidos por acordo de delação premiada.

A denúncia foi feita pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após obter uma gravação de uma conversa entre Joesley e Saud. A Justiça entendeu que, como a maior parte das provas já foi colhida durante as investigações, não existe mais risco da destruição de provas por parte dos denunciados.

A notícia continua após a publicidade

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Maria Bonita

Ricardo Saud

O juiz Marcus Vinicius também decidiu revogar a prisão do executivo Ricardo Saud. Na decisão, o magistrado destacou que ele está na mesma situação de Joesley. “Em virtude da manifestação ministerial, que afirma estar o investigado Ricardo Saud na mesma situação, preso preventivamente por decisão preferida nos autos, estendo-lhe a decisão e revogo a prisão preventiva”, determinou o magistrado.
Fonte: Correio Brasiliense

Grande - Cidade
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Qi