Grande - Catavento

Partida crucial para manter o embalo

A animação, a adrenalina e a ansiedade ainda fazem parte do dia a dia do Cruzeiro na Toca II, após a vitória sobre o Grêmio e a emocionante classificação para a final da Copa do Brasil. E ainda vão perdurar, mesmo que tais elementos tenham que ser contidos de forma gradativa, em vista dos compromissos que antecedem a primeira partida da decisão contra o Flamengo, no dia 7 de setembro, no Maracanã. Até lá, há dois duelos fundamentais na caminhada do time celeste em duas outras competições, numa espécie de “ensaio” para o desafio diante do rubro-negro.

Neste domingo (27), às 19h, no Mineirão, a Raposa encara o Santos, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. E na próxima quarta-feira, também no Gigante da Pampulha, reencontra o tricolor gaúcho, agora pelas quartas de final da Primeira Liga. Um bom desempenho nesses dois desafios, aliado ao tempo disponível de treinos nas duas próximas semanas, será de suma importância para preparar a equipe de Mano Menezes, visando ao jogo contra o Flamengo.

Mas não é apenas isso. O Cruzeiro sabe que tem uma responsabilidade em todos os torneios que disputa. Vencer o Peixe vale uma vaga no G-6 do Brasileiro, enquanto um triunfo em cima do Grêmio significa um lugar nas semifinais da Primeira Liga. Em outras palavras, tais partidas não podem nunca ser consideradas apenas “treinos”. Trata-se de dois embates cruciais para que o time celeste continue num alto grau de competitividade.

“Estamos felizes com a classificação, e claro que estamos pensando na final (da Copa do Brasil). Mas temos compromissos até lá. É hora de focar no Brasileiro, um campeonato muito difícil. Não tem como entrar mole num torneio desses. Precisamos estar focados. Vamos enfrentar um grande rival, o Santos. Faremos de tudo para vencer a partida”, afirmou o volante Hudson, autor do gol da vitória celeste sobre o tricolor gaúcho na última quarta-feira.

O meia-atacante Arrascaeta também salientou a necessidade de uma vitória em cima do alvinegro. “Ainda temos muita coisa para fazer no Brasileirão. Nosso time vem numa crescente. Temos jogadores importantes que não podem jogar a Copa do Brasil, como o Sassá. Todos nós vamos confiantes para o Brasileiro também”, disse.


Números

26 vitórias é o retrospecto do Cruzeiro em partidas diante do Santos

29 derrotas sofreu a Raposa quando mediu forças com o Peixe

Powered by WPeMatico


Grande - Catavento



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Qi
Mobile - Qi