Grande - Cidade
Mobile - Política

Cleitinho rompe com Zema e deixa base do Governo

Deputado divinopolitano afirma que irá manter posição independente, na ALMG

O número de parlamentares que romperam com a base de governo de Romeu Zema (Novo), aumentou. Em declarações na quarta, (05), o deputadp estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania) informou que deixou o bloco de apoio ao governador e migrou para o “Minas tem história”, que conta com 23 agentes públicos e representa quase um terço de parlamentares na Assembleia.

 

Governador Romeu Zema (Novo) e deputado estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania).

 

Além dele, também se afastaram do bloco de Zema, os deputados João Vitor Xavier (Cidadania); Gil Pereira e Zé Guilherme, os dois do PP; e Roberto Andrade e Professor Cleiton, ambos do PSB.

A notícia continua após a publicidade

CATAVENTO - Gif

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Maria Bonita
Cleitinho tratou com indiferença a formação de blocos.
“Não estou nem aí para bloco. Para mim é uma coisa que não faz diferença. Bloco pra mim é para atender o povo.  Acho isso uma frescuragem danada”, ressaltou.

Simultaneamente, Cleitinho aparenta estar desapontado com o tratamento que vem tendo dd Zema.

“A gente manda algumas situações para o governo ele manda, o secretário atender. A gente quer falar com o governador, ele não atende”, desabafou, citando que foi um dos poucos deputados que apoiou Zema durante a campanha.

“Uma coisa que é importante a população saber, dos deputados aqui, a não ser os três do Novo, que naturalmente apoiou porque são do partido, o único que apoiou Zema no Estado foi eu […] Levei ele na minha cidade. O meu partido junto com o PSDB, que coligaram para apoiar o Anastasia, queriam me expulsar”, relembra.

Com certo ressentimento, Cleitinho fris que manterá uma posição independente de bloco.

“Fiquei no bloco por um ano, entendendo em sempre apoiar o governo. Vou continuar apoiando as coisas boas para a população. Agora é melhor ficar independente […] Se eu ver que não vira nada a gente muda para outro bloco”.

O deputado afirma que a decisão é pessoal e que não existiu articulação para o esvaziamento do bloco de apoio ao governo.

Base mais fraca

Com o esvaziamento dos parlamentares estaduais, a base do governo passa a contar apenas com 16 integrantes, o que representa pouco mais de 20% dos 77, na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.

“Tudo influencia em questão de negociações. Eu não negocio nada. A minha parte eu vou continuar fazendo […] Meu voto é independente de bloco”, finalizou Cleitinho.


Grande - Cidade
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Qi
Mobile - Qi