Grande - Policial
Mobile - Cidade

Professor leva soco no rosto e chute de marginal travestido de aluno

Veja o vídeo:

Um “aluno” insatisfeito com a nota que teria recebido, e culpando o professor por tal fato, socou e chutou o mesmo de forma covarde. O marginal travestido de aluno tem 20 anos e foi preso em flagrante por agressão e posse de drogas. O crime aconteceu na  escola estadual da Vila Gumercindo,  zona sul de São Paulo.

Fatos como estes são noticiados quase que corriqueiramente e tem si tornado, infelizmente,  coisa normal. Uma triste realidade que retrata a falta de estrutura familiar e a carência do estado em dar condições para que professores exerçam suas atividades com segurança e dignidade. Aguardamos uma punição exemplar para este marginal. Veja as imagens:

A notícia continua após a publicidade

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Cidade

BRASIL Um dia os professores ensinavam e eram valorizados, hoje apanham dentro da sala de aulaVídeo mostra aluno agredindo professor com um soco em sala de aulaA Polícia Militar foi acionada; estudante também carregava porção de maconhaInsatisfeito com uma nota, um estudante de 20 anos agrediu com socos e pontapés um professor de 37 anos dentro da sala de aula. As agressões foram filmadas por um aluno e o vídeo viralizou nas redes sociais. O caso ocorreu na última quarta-feira, por volta das 22h30, na escola estadual Antônio de Alcântara Machado, localizada na Vila Gumercindo, zona sul de São Paulo. O estudante cursa o 3º ano do ensino médio do EJA (Ensino de Jovens e Adultos). O professor ministra aulas de matemática. O vídeo tem começa com os dois discutindo. "Você não me chamou para a porrada?", o aluno pergunta várias vezes ao professor, que retruca, repetidas vezes: "Você falou que iria dar cadeirada". Em seguida, o estudante dá um soco no rosto do professor, emendando um chute na sequência. O aluno ainda tenta pegar uma cadeira para jogar no professor, mas é contido pelos outros colegas. A Polícia Militar foi chamada e levou os envolvidos até o 16º DP (Vila Clementino). Foi elaborado um Termo Circunstanciado de lesão corporal e porte de drogas para consumo pessoal, pois o estudante levava consigo uma porção de maconha. A Secretaria Estadual da Educação, gestão Geraldo Alckmin (PSDB), informou que o estudante foi suspenso das aulas e que o professor ganhou licença por uma semana. A pasta informou também que abriu uma averiguação para acompanhar o caso e que está prestando todo o apoio à vítima. A gestão Alckmin afirmou que a escola possui um trabalho de mediação com o objetivo de amenizar conflitos e instaurar a "cultura de pazCurta nossa página: www.facebook.com/Mariliaurgente

Posted by Marília Urgente on Monday, December 4, 2017

 


Bolsonaro Grande
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Bolsonaro Gigante
Bolsonaro Mobile