Grande - Catavento
Mobile - Cidade

ETE do Copacabana segue sendo negligenciada pelo poder público

Administrações da Prefeitura, Governo do Estado e Copasa não assumem a obras e transferem a responsabilidade entre elas

Há quase oito anos desde a sua criação, o bairro Copacabana, em Divinópolis vive a expectativa da operação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), prometida pela prefeitura no início de 2018.

A construção pública foi terminada há um ano, mas ainda não está em funcionamento.

 

 

A notícia continua após a publicidade

CATAVENTO - Gif

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Cidade

O parlamentar Sargento Elton, tem reincidência no posicionamento crítico, em relação as cobranças contra a concessionária responsável pelo abastecimento de água no município (Copasa), que também é encarregada pelo saneamento básico em Divinópolis.

O vereador diz não se conformar com a situação de abandono da ETE Copacabana, e alega que a Copasa além de protelar o andamento das obras, ainda arrecada verbas, sem entregar nenhum retorno pro povo divinopolitano.

“Divinópolis vive um problema sério de falta de gestão pública e de comprometimento das empresas que prestam serviços para o município. Essa empresa, a Copasa está em Divinópolis há 45 anos e sempre arrecadou dinheiro aqui, mas nunca devolveu nada para a cidade; inclusive já prorrogou o prazo para a entrega desta e de outras obras várias vezes, com isso quem perde é só a população de Divinópolis, como é o caso dos moradores do Copacabana”, esbraveja.

Copasa

A Assessoria de comunicação da Copasa, que informou que a obra da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no Bairro Copacabana, em Divinópolis, foi realizada pela Prefeitura, por meio de convênio firmado com a Companhia de abastecimento e que é o governo municipal o responsável pelas obras.

Segundo a Assessoria, o valor incial investido para a construção da ETE foi de R$400 mil.

A Companhia aguarda ainda a autorização da Superintendência Regional de Meio Ambiente (Supram), que está analisando os últimos documentos solicitados para dar prosseguimento ao licenciamento ambiental, para iniciar a operação da ETE.

Por fim, a Copasa ressalta que assumirá a estação apenas após o início de sua operação. Sendo assim, fatos relativos às obras ainda são de responsabilidade da Prefeitura de Divinópolis, que faz a fiscalização e correção dos serviços.

O que diz a Prefeitura

A Prefeitura de Divinópolis também se manifestou sobre as obras da Estação de Tratamento de Esgoto, no Bairro Jardim Copacabana, por meio de sua assessoria de comunicação.

O Governo Municipal afirma que, a obra está concluída e pronta; inclusive já foram feitos os testes de funcionamento dos equipamentos.

Segundo a Assessoria da Prefeitura, o que está travando o funcionamento da ETE é o aval positivo do órgão ambiental do Estado, no caso a Supram.

Conforme Evandro Araújo, assessor de comunicação e imprensa da Prefeitura, a documentação já foi enviada ao órgão estadual e o município aguarda os prazos legais do Estado; a previsão é de que no próximo mês de março seja liberado o funcionamento da ETE.

Segundo a Copasa, a estação terá capacidade para tratar 1,74 litro de esgoto por segundo e atenderá mais de 1,2 mil moradores locais, a maior parte, contemplada no programa residencial, “Minha Casa, Minha Vida”.


Grande - Catavento
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Maria Bonita