Grande - Cidade
Mobile - Cidade

Funcionários do Serviço de Luto passarão por acolhimento terapêutico

Projeto Sensibilizar visa dar maior preparo para os servidores que atuam com enterros e velórios; Objetivo é otimizar trabalhos de coveiros, motoristas e demais profissionais

A Prefeitura de Divinópolis, por meio do Centro de Referência em Saúde e Segurança do Trabalhador (Cresst), está promovendo o projeto Sensibilizar. A iniciativa tem como público alvo os servidores municipais dos setores de cemitérios e serviços funerários. O objetivo é o acolhimento destes profissionais, fortalecendo-os emocionalmente e assim os preparando para lidar com diversas situações.

O projeto teve início em maio, onde foram acolhidas as demandas dos servidores. Este trabalho interdisciplinar atende cerca de 40 pessoas, dentre eles, agentes administrativos, agentes funerários e coveiros. As atividades são realizadas em dias alternados, cada setor em um dia específico, para que não haja deslocamento e nem aglomeração. Os encontros são temáticos e realizados uma vez por mês. São trabalhados tópicos como: O que é o Cresst ou A importância do cuidado com o adoecimento profissional e o acolhimento.

A psicóloga do Cresst, Fernanda Guimarães, ressaltou que os servidores interagem muito nas seções. “Eles são bem participativos, fui convidada a participar e tratar de um encontro que falava sobre o acolhimento, essa relação de cuidado com eles próprios e os outros. Sabemos que é um trabalho importante, mas é necessário ser desenvolvido aos poucos. Assim, podemos ouvir o que eles têm a dizer e principalmente conseguir acolhê-los”, comentou.

A notícia continua após a publicidade

CATAVENTO - Gif

A notícia continua após a publicidade

Mobile - Qi

Segundo a Assistente Social do Cresst, Rafaela Santos, promover projetos como este é muito importante para desenvolver emocional dos servidores. “Sabemos que socialmente estes profissionais ficam à margem, a morte não é um tema tratado de forma tranquila por nossa sociedade. Então sabemos que esses servidores tratam com questões muito delicadas no atendimento ao outro. Nossa intenção é que estes servidores estejam fortalecidos e preparados para lidar com essas questões. Mas ao mesmo tempo que sejam acolhidos para que eles também tenham a condição de acolher”, concluiu.


Grande - Saude
Mobile - Cidade



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Maria Bonita
Mobile - Maria Bonita