Grande - Cidade
Mobile - Cidade

Vereador da oposição já alertava sobre cortes que deveriam ser feitos na Prefeitura desde 2017

Kaboja, o novo presidente da Câmara, disse que pode acontecer 30% de cortes no executivo

A velha frase -“fala quem pode escuta quem tem juízo”- é um ditado popular simples mas que guarda em si uma grande sabedoria. Como alguns poucos observadores costumam ressaltar, o tempo é o pai da verdade. Enfim, estamos onde estamos e a pergunta é sempre a mesma, por quê?

Se dia 1º de janeiro promete ser um marco histórico para a democracia brasileira, o que dizer de Divinópolis? Será que a cidade anda na mesma mão em que caminha a política nacional ou está indo por rumos tortuosos? Quem tiver a resposta precisa e concreta ganha um doce! Mas o indícios, eles estão aí. E como diria Jack o estripador, vamos por partes:

Em 2016, menso ano em que Dilma Rousseff foi deposta, a Câmara de Divinópolis teve seu apogeu em termos de renovação. Dos 17 vereadores apenas cinco conseguiram se manter, foi algo jamais visto. Dentre estes novos integrantes que começavam seus mandatos, um era policial militar, mais especificamente da Rotam. Este grupo em especial da PM é chamado quando a situação é crítica e atua em momentos de extrema tensão como assaltos, perseguições, troca de tiros e coisas do tipo.

A notícia continua após a publicidade

Bolsonaro Grande

A notícia continua após a publicidade

Bolsonaro Mobile

Poucos meses após assumir o cargo, Sargento Elton já se destacava por ser um vereador que incomodava, e muito, como oposição. E foi neste tom que ele apresentou uma séria de propostas para redução de gastos do governo. Abaixo uma destas medidas, encaminhada a mesa diretora da Câmara em novembro de 2017:

No texto fica evidente o alerta que o vereador faz sobre as condições precárias em que o município se encontrava e sugere cortes contundentes para aliviar a folha de pagamentos, já sufocada por, segundo as próprias palavras do Sargento, “um cabide de empregos.” No entanto nada foi feito.

Em conversa com nossa equipe de jornalismo, o vereador voltou a afirmar que já vem repetindo e afirmando que são necessitarias medidas drásticas para que as contas do município fechem.

“Hoje vemos a crise dos Semeis e dos professores com salários atrasados, casos que com certeza poderiam ser evitados se tais medidas tivessem sido adotadas”, alega o vereador.

PAGA OS PROFESSORES GALILEU

Curta: https://www.facebook.com/vereadorsargentoeltonPAGA OS PROFESSORES GALILEUCleitinho Azevedo Roger ViegasQue prefeito é este que prefere pagar os altos salários de seus secretários e deixar os professores que ensinam todas as crianças de Divinópolis a mingua.Honre os votos que você teve Galileu, 223 cargos comissionados por isso não temos reservas para pagar os professores, como vereadores estamos cobrando e fiscalizando.Conserte essa bagunça que você fez em Divinópolis.

Posted by Vereador Sargento Elton on Thursday, November 8, 2018

Em meio a todo este processo conturbado de gestão, e que diga-se de passagem não afeta apenas Divinópolis e sim todo país,  uma nova mesa diretora foi eleita na última sexta. O novo presidente Kaboja é aliado do governo, e contou com o voto de 11 vereadores. A oposição agora conta com a esmagadora minoria de seis vereadores. Que passará, provavelmente, para  apenas 5, uma vez que Cleitinho está de saída e que seu suplente é Matheus Costa, flagrado  aos abraços na festa de comemoração que Kaboja ofereceu ao aliados e que vazou na rede. Kaboja ainda disse que podem ser feitos cortes de até 30% nos gastos da Prefeitura, que até o momento não se manifestou.

Veja como ficou a votação:

 

 


Grande - Catavento
Mobile - Política



Você também vai gostar Mais deste autor

Comentário

Carregando...
Rodapé - Qi
Mobile - Maria Bonita