close
Sem categoria

Vídeo de pastora quebrando imagens católicas gera revolta nas redes sociais

Código Penal considera crime vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso e prevê de um mês a três anos de prisão para os criminosos
por: Pâmela Lima

Desde ontem, o vídeo de uma pastora quebrando imagens sacras do catolicismo tem causado revolta nas redes sociais. O fato ocorreu em Botucatu, no interior de São Paulo, durante uma cerimônia de uma igreja evangélica. A mulher, identificada como pastora Zélia, aparece dando marteladas em uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Após a repercussão negativa, o vídeo foi excluído do Facebook, mas já tinha sido compartilhado pelo WhatsApp. Na gravação, um grupo de “obreiros”, como são chamados os membros da religião, fazem orações enquanto a pastora quebra as imagens. Eles entoam várias frases de efeito, como: “Oh, glória. Não aceito outro Deus. Aleluia, Jesus. Teu nome seja glorificado, Senhor. Abençoa, Senhor, meu pai, que foi feita pelas mãos do inimigo. Seu nome será honrado e glorificado. Está quebrada, em nome de Jesus.”

Em entrevista para a “Rede Globo”, o Conselho Municipal de Pastores informou que é comum que os convertidos se desfaçam de imagens quando trocam de religião. No entanto, não da forma como a pastora fez no vídeo. O conselho pediu desculpas aos católicos pelo insulto da pastora.

Fonte: Globo

Faça um comentário!