Digiqole ad

Gleidson diz que não vai tomar decisões submetido à pressão

Ao lado do prefeito na entrada da Sede Administrativa, a vice Janete Aparecida faz apelo à população e afirma “todas as vidas divinopolitanas importam"; a parlamentar revelou ainda que a mãe está com a Covid-19

 Gleidson diz que não vai tomar decisões submetido à pressão Ao lado do prefeito na entrada da Sede Administrativa, a vice Janete Aparecida faz apelo à população e afirma “todas as vidas divinopolitanas importam"; a parlamentar revelou ainda que a mãe está com a Covid-19

Prefeito Gleidson Azevedo e Janete Aparecida atendem manifestantes do comércio na Sede Administrativa de Divinópolis.

Na tarde desta quinta-feira (07/01), o prefeito Gleidson Azevedo e sua vice Janete Aparecida, atenderam aos manifestantes e lideranças de representantes do setor comercial de Divinópolis, que subiram à Paraná com o intuito de cobrar medidas da Prefeitura quanto as flexibilizações sanitárias nos estabelecimentos.

Balconistas, comerciantes, lojistas, proprietários e sindicalistas foram recepcionados, mas tiveram uma resposta curta e objetiva. Pressões externas não resultarão em pautas cedidas por parte da Administração. Ao menos este foi o recado dado pelo gestor, em seu discurso na porta da sede administrativa. “Não vou ceder a pressão aqui na porta. Estamos há apenas um ponto da Onda Vermelha. Se na próxima quarta-feira (13/01), o município for enquadrado novamente nas restrições mais restritas do Minas Consciente, nós vamos mandar fechar tudo de novo.”, enfatizou o prefeito.

A vice-prefeita deu parecer técnico a respeito do novo Decreto Municipal que será expedido e publicado ainda hoje, o qual autoriza que a cidade avance para a Onda Amarela na próxima segunda-feira (11/01). Em posse do microfone, Aparecida fez um apelo que clamou pela colaboração popular. “Nosso sistema de saúde está saturado e operando no limite. A UPA, o hospital de campanha e o Hospital São João de Deus já tem leitos beirando ao 100%. Só vamos conseguir superar essa situação, com a colaboração de vocês, principalmente nas redes sociais compartilhando este apelo.” pediu Janete.

A secretaria de governo ainda narrou uma ocorrência que supostamente aconteceu ontem, na porta de uma agência bancária e se emocionou ao falar das vidas divinopolitanas em risco. “Ontem eu estive no passeio em frente a uma agência bancária. Vi centenas de pessoas se aglomerando. O Gleidson a noite fez questão de marcar o chão para sinalizar o distanciamento correto. Pedi para corrigirem aquilo. Ontem ouvi de alguém, não sei quem dizer que ‘foram só 100 vidas’. Uma vida importa. Porque se fosse a minha mãe, que está com a Covid nesse momento, a vida dela importa. Não me interessa se é uma ou se é cem. Toda vida do cidadão divinopolitano de bem importa. Então é muito triste na hora do furô, ou do nervosismo alguém fazer essa citação.” exclamou a vice.

Coletiva para deliberar a respeito da Onda Amarela

Por meio da assessoria de comunicação da Prefeituras, o prefeito Gleidson Azevedo e a vice-prefeita Janete Aparecida, convidou a imprensa para uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, para fazer deliberações e esclarecimentos a respeito da temática.

Outros dois munícipes morreram vítimas da doença

Também no decorrer desta, a comunicação da PMD reportou a morte de mais dois cidadãos, vítimas fatais do agravamento dos sintomas do Novo Coronavírus. Os enfermos tinham 27 e 86 anos, sendo um homem e uma idosa, ambos internados e mortos no Hospital Santa Lúcia. Os dados epidemiológicos serão atualizados no próximo boletim da secretaria de saúde.

Foto de capa: Prefeito Gleidson Azevedo e Janete Aparecida atendem manifestantes do comércio na Sede Administrativa de Divinópolis. | Reprodução/Sistema MPA

Digiqole ad
Vinicius Xavier

Vinicius Xavier

Vinícius Xavier é formado em Comunicação Social/Jornalismo, pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) - Unidade Divinópolis. Está graduando o curso de Letras também na UEMG.

VEJA O QUE JÁ FOI NOTÍCIA...